Rigidez do cotovelo

O que é a rigidez do cotovelo?

O cotovelo é responsável por quatro tipos de movimento:

- Flexão: dobrar o cotovelo

- Extensão: esticar o cotovelo

- Pronação: virar a palma para baixo

- Supinação: virar a palma para cima

Quando algum desses movimentos está restrito, estamos diante de um caso de rigidez do cotovelo. A rigidez é grave quando impede atividades do dia-a-dia como levar a mão à boca, por limitação da flexão, realizar a higiene íntima, por limitação da extensão, ou de posicionar a mão para escrever, por limitação da pronação, entre outros.

rigidezcotovelo01
Fraturas articulares do cotovelo, que podem ser causa de rigidez

Fraturas articulares do cotovelo, que podem ser causa de rigidez

Quais as causas da rigidez do cotovelo?

As principais causas são imobilização prolongada, fraturas, artrose do cotovelo, lesão da cartilagem e fibrose dos tecidos que revestem a articulação.

Por que ocorre a rigidez do cotovelo?

A cápsula, o tecido que reveste a articulação, e a superfície articular devem estar normais para permitir o movimento. Caso ocorra fibrose da cápsula ou alteração da superfície articular o movimento pode ficar restrito.

Quais os sintomas da rigidez do cotovelo?

O principal sintoma é a dificuldade para realizar os movimentos. A presença ou não de dor vai depender da causa da rigidez. É comum ter dor em outras articulações, como ombro e punho, porque os movimentos do membro superior dependem da integração de todas elas. A limitação de uma articulação sobrecarrega as demais.

Qual o tratamento da rigidez do cotovelo?

CPM (Continuous Passive Motion)

CPM (Continuous Passive Motion)

O tratamento é não cirúrgico na maioria das vezes. Nos casos leves, fisioterapia convencional pode resolver. Nos casos mais graves, o uso da terapia ocupacional é imprescindível. Os terapeutas ocupacionais podem confeccionar órteses sob medida que ajudam no ganho de movimento. Essas órteses ajudam o cotovelo a esticar e a dobrar, e são utilizadas durante alguns períodos do dia. Outro aparelho que pode ajudar é a CPM (continuous passive motion), máquina que faz os movimentos do cotovelo sem a necessidade de colaboração do paciente. O paciente tem que estar muito motivado para o tratamento ser efetivo, uma vez que ele é bastante longo e cansativo. Costuma durar vários meses, e exige exercícios diversas vezes ao dia.

rigidezcotovelo03

Quando a cirurgia é indicada na rigidez do cotovelo?

Caso os movimentos não melhorem após o tratamento conservador, e o grau de rigidez atrapalhe as atividades do paciente.

Quais os tipos de cirurgia para a rigidez do cotovelo?

O princípio geral é liberar as aderências da cápsula e corrigir problemas da superfície articular. Dependendo da gravidade e da causa da rigidez, diversos procedimentos podem ser empregados.

Liberação artroscópica

É indicada nos casos de rigidez leve e sem deformidade da superfície articular. É feita a liberação da cápsula contraturada, além de ressecados osteófitos, ou bicos de papagaio, e corpos livres, que são fragmentos de osso ou cartilagem soltos no interior da articulação. A vantagem da artroscopia é a via de acesso minimamente invasiva, utilizando pequenos cortes. Entretanto, o ganho de movimento costuma ser menor que na liberação aberta. 

artroscopiacotovelo

Liberação aberta

Indicada nos casos graves, sem deformidade importante da superfície articular. É feita a liberação de todas as estruturas contraturadas (cápsula, ligamentos), além de ressecados osteófitos (bicos de papagaio) e corpos livres (fragmentos de osso ou cartilagem soltos no interior da articulação).

 
rigidezcotovelo06
 

Artroplastia de interposição

Na artroplastia de interposição é feito o recobrimento da cartilagem doente com um pedaço de fáscia, tecido que recobre o músculo, retirado do próprio paciente. O objetivo desse procedimento é tentar melhorar o deslizamento da articulação. É indicada nos casos em que a rigidez é grave e existe dor associada, com superfície articular degenerada.

rigidezcotovelo07

Artroplastia com implante

Na artroplastia total com implante (prótese) a articulação doente é substituída por uma peça de metal. A prótese tem dois componentes, um para o úmero e um para a ulna. Geralmente é indicada em pacientes acima dos 65 anos, pelo risco de soltura. Existe ainda a substituição da cabeça do rádio apenas, indicada quando esse osso está deteriorado, mas o restante da articulação permanece bom. Esse tipo de prótese pode ser feito em pacientes jovens sem grandes problemas.

rigidezcotovelo08

Como é a recuperação após a cirurgia?

Independente do procedimento utilizado, a reabilitação é importantíssima para o resultado final. A terapia ocupacional, com utilização de órteses e CPM, é indicada na maioria dos casos.

Posted on February 14, 2013 .