Luxação do cotovelo

luxacaocotovelo01

O que é a luxação do cotovelo?

A luxação do cotovelo é a perda de congruência entre o braço e o antebraço. O cotovelo é uma articulação bastante estável, tanto pela sua anatomia óssea como ligamentar. Geralmente é preciso um trauma grave ou fraturas associadas para ocorrer a luxação.

Quais os sintomas da luxação do cotovelo?

Os sintomas após uma luxação são dor e dificuldade de realizar os movimentos, além de deformidade local.

Quais exames são necessários?

A radiografia é suficiente na maioria das vezes. Em algumas situações a tomografia é solicitada, para detectar fraturas com mínimo desvio ou incompletas, ou ainda para planejar melhor o tratamento cirúrgico.

Quais os tipos de luxação do cotovelo?

As luxações são divididas em dois grupos: luxação isolada, onde ocorre lesão somente dos ligamentos, ou luxação associada com fraturas. Uma ocorrência bastante grave é a associação entre luxação com fraturas da cabeça do rádio e da ulna, chamada de “tríade terrível”.

luxacaocotovelo02

Qual o tratamento após a luxação do cotovelo?

Após uma luxação, é recomendado procurar atendimento médico para colocar o cotovelo no lugar e excluir a ocorrência de fraturas ou outras lesões associadas. No caso de luxação isolada normalmente não é necessária cirurgia. Utiliza-se tipoia por 1  a 3 semanas, permitindo movimentos algumas vezes ao dia, e evitando as posições de maior risco para novos episódios, como esticar o cotovelo. Em casos com maior instabilidade pode ser necessário usar um brace articulado.

Reparo dos ligamentos (com âncoras) e substituição da cabeça do rádio por prótese

Reparo dos ligamentos (com âncoras) e substituição da cabeça do rádio por prótese

Quando é indicado o tratamento cirúrgico na luxação do cotovelo?

O tratamento cirúrgico está indicado nos casos com fraturas associadas, ou ainda nos casos de luxação isolada mas com muita instabilidade, quando o cotovelo volta a deslocar após ser reduzido.

Como é a cirurgia?

É realizado o reparo dos ligamentos lesados, geralmente com âncoras. Se existirem fraturas, elas devem ser fixadas. Caso a fratura da cabeça do rádio seja muito fragmentada pode ser necessário a utilização de uma prótese.  Em algumas situações, mesmo após o reparo dos ligamentos e fixação das fraturas, o cotovelo permanece instável. Nesses casos, utiliza-se um fixador externo articulado, que permite movimentar o cotovelo e proteger a cirurgia. Após a cirurgia, a fisioterapia é iniciada o mais precocemente possível, para evitar a rigidez do cotovelo.

Posted on February 14, 2013 .