Luxação acromioclavicular

O que é a luxação acromioclavicular (LAC)?

Luxação acromioclavicular é a perda de congruência entre a clavícula e o acrômio. Essa articulação é estabilizada por um ligamentos entre a clavícula e o acrômio e ligamentos entre o coracoide e a clavícula, que podem ser rompidos em traumas, em especial quedas sobre o ombro, causando a luxação acromioclavicular (LAC).

 
luxacaoacromioclavicular01.png
 

Quais os sintomas da luxação acromioclavicular?

O sintoma mais comum é a dor na articulação acromioclavicular. É possível observar também, em especial nos casos mais graves, a deformidade do ombro, com a clavícula ficando mais alta. 

luxacaoacromioclavicular02

Como é feito o diagnóstico?

A radiografia serve tanto para confirmar o diagnóstico como para avaliar a gravidade. A comparação com o lado sadio é importante. No lado acometido, a articulação fica desalinhada e o espaço entre o coracoide e a clavícula aumenta.

Radiografia mostrando luxação acromioclavicular

Radiografia mostrando luxação acromioclavicular

Quais os graus da luxação acromioclavicular?

As LACs são classificadas de acordo com o acometimento dos ligamentos e o grau de deslocamento da clavícula. Conforme progride a classificação o caso se agrava.

Classificação das luxações acromioclaviculares

Classificação das luxações acromioclaviculares

Como se trata a luxação acromioclavicular?

Nos casos leves (tipos I, II e maioria dos III), onde a clavícula sofre um pequeno deslocamento, o tratamento não é cirúrgico, com imobilização com tipoia seguida por fisioterapia para ganho dos movimentos e fortalecimento.

Nos casos graves (alguns dos tipo III, além dos tipos IV, V, IV), é necessário o tratamento cirúrgico.

Quais os tipos possíveis de cirurgia?

Várias técnicas são possíveis, mas o princípio geral é fixar a clavícula ao processo coracoide. As três principais formas de realizar a fixação são o uso de endobutton, amarrilho ou âncoras. A cirurgia pode ser feita de maneira aberta ou por artroscopia. Quando indicado o tratamento cirúrgico, o ideal é realizar o procedimento nas primeiras 3 semanas.

Esquema demonstrando diferentes técnicas de fixação da clavícula ao processo coracoide

Esquema demonstrando diferentes técnicas de fixação da clavícula ao processo coracoide

O que é uma luxação acromioclavicular crônica? Como se trata?

Quando o paciente apresenta uma LAC crônica (luxação ocorrida há mais de 1 mês) esses procedimentos citados acima não são suficientes de maneira isolada. Nesses casos é indicado o uso de um reforço com um ligamento ou tendão. Esse tecido pode ser obtido no próprio ombro, através da mesma incisão (ligamento coracoacromial), ou do joelho (tendão semitendíneo). O tendão obtido do joelho tem maior resistência, sendo o preferido pela maioria dos cirurgiões.

luxacaoacromioclavicular06

Após a cirurgia é necessária a imobilização por 6 semanas, seguida de fisioterapia para ganho dos movimentos e fortalecimento.

Posted on February 3, 2013 .