Lesão distal do bíceps

Tendão do bíceps rompido

Tendão do bíceps rompido

Definição

O tendão do bíceps possui duas origens, mas apenas uma inserção, no rádio. Dessa maneira, a lesão distal costuma levar a perda de força importante, diferentemente da lesão proximal.

Porque o bíceps rompe?

O bíceps, assim como outros tendões, sofre um processo degenerativo, diminuindo sua resistência com o passar dos anos. Além disso, o uso de anabolizantes diminui a resistência do tendão nessa região. Geralmente o tendão já degenerado acaba rompendo num movimento brusco.

Quais são os sintomas da lesão distal do bíceps?

O paciente costuma referir dor no cotovelo. Equimose grande pode aparecer no braço. Em alguns casos, o músculo retrai, mas isso é menos evidente que na lesão proximal.

Qual o tratamento?

O tratamento geralmente é cirúrgico. A opção por não realizar a cirurgia é feita apenas em casos selecionados, quando existem poucos sintomas.

Como é a cirurgia para a lesão distal do bíceps?

O procedimento é a reinserção do tendão no rádio. Essa fixação pode ser feita com pontos transósseos ou âncoras. Após a cirurgia, é necessária a imobilização com tipoia por 4 a 6 semanas, seguido de fisioterapia para ganho do movimento e fortalecimento muscular.

Posted on March 25, 2015 .