Dor no ombro: principais causas

A dor no ombro é a terceira maior causa de procura por consulta com ortopedistas, perdendo em frequência apenas para a dor lombar e no joelho. Além da dor,  queixas como limitação dos movimentos e dificuldade para realizar as atividades de trabalho ou lazer são comuns.

Várias doenças podem causar dor no ombro, e o tratamento varia entre elas. É importante fazer um diagnóstico preciso, baseado na história clínica, exame físico e exames de imagem é imprescindível.

A causa mais comum de dor no ombro são as afeções do manguito rotador. O manguito rotador é um conjunto de 4 tendões que recobrem a cabeça do úmero e são responsáveis pelos movimentos do ombro. Elas podem ser divididas em:

Bursites e tendinites:

Existe apenas inflamação local, sem rompimento dos tendões. As estruturas inflamadas podem ser a bursa (tecido que recobre os tendões facilitando seu deslizamento), os tendões, ou mais frequentemente, ambas. O tratamento costuma ser não cirúrgico (saiba mais).

Lesão do manguito rotador:

Os tendões apresentam algum grau de ruptura, que pode ser parcial ou completa. Quando parcial, geralmente é possível tratar de maneira conservadora. As roturas completas, embora não sejam obrigatoriamente de tratamento cirúrgico, constituem a principal causa de cirurgia no ombro (saiba mais).

Lesão proximal do bíceps:

Embora não faça parte do manguito rotador, o bíceps é uma estrutura anatomicamente próxima a ele e que pode causar os mesmos sintomas.  Frequentemente ocorre associação dos problemas (saiba mais). Quando a lesão do biceps ocorre na sua inserção, ela é chamada de lesão SLAP (saiba mais).

Tendinite calcária:

Nesse tipo de tendinite, ocorre um depósito de cálcio no interior do tendão. Os sintomas podem ser mais intensos que na tendinite comum, e o tratamento geralmente é não cirúrgico (saiba mais).

 

            Existem algumas doenças que além de causar dor são caracterizadas por diminuir os movimentos do ombro. O exame físico detalhado é importante para o diagnóstico, não devendo o medico se basear somente nos exames de imagem. São elas:

 

Artrose do ombro, ou osteoartrose:

Os sintomas costumam ser crônicos, geralmente existindo há anos. O paciente passa a ter dificuldade progressiva para atividades habituais, como se vestir ou pentear os cabelos. O tratamento inicial é não cirúrgico, mas pode ser necessária a realização de uma prótese do ombro (saiba mais).

Artropatia do manguito rotador:

Esse é um subtipo de artrose, causada por uma lesão grande e crônica do manguito rotador. Pode ser bastante incapacitante. Quando indicada a cirurgia, geralmente é realizada um tipo especial de prótese do ombro, a artroplastia reversa (saiba mais).

Capsulite adesiva, ou ombro congelado:

Essa doença é mais frequente em pacientes com diabetes ou hipotireoidismo. Numa fase inicial, ocorre apenas dor, sendo muito difícil diferenciar de um problema do manguito rotador. Com o passar dos meses, surge a limitação dos movimentos. Geralmente não é necessária cirurgia, mas a melhora completa pode demandar longo tratamento (saiba mais).

 

Posted on March 24, 2016 .